Coluna Italo

(44) 99941-8859
Anúncio - MOBILE MARÇO
Anúncio - banner mobile
Anúncio - banner mobile topo
Anúncio - JARDIM VERSAILLES FRANÇOLIN
Anúncio - arte nova mobile
Anúncio - banner mobile rodape
Anúncio - Procon móbile
Anúncio - banner rodape
POLÊMICA
Professores do Paraná em greve: reajuste de salários
“É um absurdo o governador oferecer um décimo do que deve”, diz a APP-Sindicato
Publicado em 14/12/2021 às 09:34 Ítalo
Professores do Paraná em greve: reajuste de salários

A APP-Sindicato (Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Paraná) começou nesta segunda-feira (13) uma greve de três dias em protesto contra o reajuste de salários aos professores apresentado pelo Governo do Paraná.

O sindicato apontou que os professores irão protestar com cartazes e faixas da Praça 19 de Dezembro até o Centro Cívico de Curitiba até esta quarta-feira (15). O Governo do Paraná propôs aos professores da rede estadual um reajuste médio de 21%, de acordo com o tempo de serviço de cada profissional.

O piso para os professores receberia um acréscimo de 35%, enquanto o salário dos profissionais em final de carreira uma elevação de 3%, além de bonificação de R$ 800 e auxílio transporte de R$ 840. Para a APP-Sindicato a proposta acaba com o plano de carreira dos professores, além de reduzir os valores pagos de adicional noturno e congelar o auxílio transporte.

“O momento é de atenção às nossas carreiras. É um absurdo o governador oferecer um décimo do que deve. Ratinho quer aplicar o piso apenas para quem está no começo da carreira; o governo usa ainda o termo gratificação para maquiar sua omissão”, explicou a presidenta da APP Sindicato, Walkiria Mazeto.

Em nota, a Secretaria da Educação e do Esporte do Paraná afirmou que os colégios da rede estadual irão continuar funcionando normalmente durante a greve.

WWW.COLUNAITALO.COM.BR

Comentários
Veja também