Coluna Italo

(44) 99941-8859
Anúncio - JARDIM COLORADO 2
Anúncio - BILINGUE SET A DEZEMBRO 2022
Anúncio - BANNER MOBILE
Anúncio - Emporio mobile
Anúncio - banner rodape
Anúncio - banner mobile rodape
ENTREVISTA ESPECIAL!
MAYARA É UMA FOTÓGRAFA GENIAL!
Mayara Cristina faz o maior sucesso com a exposição “Umuarama em Foto”, no Centro Cultural!
Publicado em 10/06/2024 às 19:50 Italo
MAYARA É UMA FOTÓGRAFA GENIAL!

Umuarama registrou na terça-feira passada, dia 4, um dos mais belos eventos comemorando o aniversário de fundação da cidade. É a exposição ‘Umuarama em Foto’ que conquistou a maior repercussão na mídia e nas redes sociais atraindo um grande público pois trata-se de uma das mais belas exposições de fotografias já realizadas na Capital da Amizade. “Umuarama em Foto” é o resultado da paixão que a fotógrafa Mayara Cristina nutre pela cidade onde nasceu e pela arte fotográfica, expondo imagens que misturam beleza dos cenários encantadores que existem na Capital da Amizade, devidamente captados pela sua câmera realçando o brilho, as cores apaixonantes dos lugares cobertos de encanto tanto da geografia urbana como da zona rural do município.

A exposição de Mayara é uma verdadeira viagem repleta de momentos especiais que alegram e encantam os olhos dos visitantes, são registros que realmente despertam sentimentos de admiração e paixão desta maravilhosa terra onde impera a amizade de nossa gente, mostrando em detalhes que nossa cidade é uma metrópole de destaque na economia paranaense e também uma poderosa fonte abastecida por atrativos turísticos maravilhosos.

O olhar diferenciado e a capacidade de imortalizar cenas da Capital da Amizade, uma cidade que não para de crescer é a base da produção artística de Mayara Cristina, que organizou a exposição ‘Umuarama em Foto’ que está aberta à visitação pública no Centro Cultural até o dia 21 de junho, de segunda a sexta-feira, das 8 às 12 horas e das 13:30 às 17:30 horas. Em seguida a exposição segue para o hall do Shopping Palladium, onde permanecerá entre os dias 24 e 28 de junho, sempre das 10 às 22 horas. Vale frisar que é um evento com entrada gratuita.

ENTREVISTA ESPECIAL COM MAYARA

A fotógrafa Mayara Cristina concedeu uma entrevista exclusiva ao Portal Coluna ITALO contando uma série de novidades, entre elas que nasceu em Umuarama e da bela aventura que é sua vida dedicada à Fotografia. Curtam a seguir:

VOCÊ NASCEU EM UMUARAMA. EM QUAL BAIRRO VOCÊ VIVEU SUA INFÂNCIA? CONTINUAS MORANDO NELE ATÉ HOJE? QUAIS FORAM AS MUDANÇAS DO BAIRRO NO DECORRER DOS TEMPOS ATÉ AGORA?

- Eu nasci no Hospital São Paulo, aqui em Umuarama, às 09h10 do dia 10 de outubro de 1990, mas morei em Perobal-PR até dezembro de 1997. Até que meu pai começou a trabalhar na área de telefonia e foi transferido de cidade algumas vezes. Em janeiro de 1998 nos mudamos brevemente para Poços de Caldas-MG, onde ficamos até o mês de março apenas. Aí fomos para Guaíra-PR, viemos para Umuarama em 2000 e, em 2002 nos mudamos para Iporã-PR. Só retornamos para Umuarama em julho de 2008, onde estamos até hoje. Entre idas e vindas, já morei no Jardim San Martim e estudei no Colégio Estadual Padre Manuel da Nóbrega, onde fiz muitas amizades. Morei na zona III e no Parque Presidente, e estudei no Colégio Estadual Pedro II. Também morei no Parque San Remo I, no Laranjeiras, no Jardim Tamoio e atualmente (ufa! risos), moro no Jardim Paraíso. Como grande parte da família é daqui da cidade, mesmo não morando aqui, vinha com frequência para os encontros familiares. E a minha infância foi muito “raiz”, de brincar na terra e correr pelas ruas com os primos, amigos e meu irmão.

QUANDO E COMO SURGIU ESSA PAIXÃO PELA ARTE FOTOGRÁFICA?

- Desde que nasci, minha mãe registrava minhas fases, mês a mês, e assim também foi com o meu irmão, fazia fotos de nós dois. Ela e minhas tias registravam os momentos especiais em família, eu cresci sendo fotografada, e eu adorava! Também sempre gostei de apreciar álbuns de fotografias, relembrar os bons momentos. Eu revelava as fotos que eu mais gostava com a família, amigos, e colava nas paredes do quarto, sempre fui muito conectada com a fotografia! Mas foi somente em 2011 que tive minha primeira câmera digital, e aí eu passei a ser a “fotógrafa da família”, pois carregava ela para todo lado, fazia autorretratos, registrava os familiares e os amigos em festas e shows, sempre fotografando pessoas, momentos. Minha câmera foi roubada em um show no ano de 2012, e então passei a fotografar com o smartphone.

Em 2015, eu me mudei perto do meu trabalho, e passei a ir trabalhar caminhando, foi aonde eu comecei a observar a Natureza existente no meu dia-a-dia. A cada passo encontrava uma flor diferente, a cada esquina diferentes árvores e pássaros, sentia Deus falando comigo em cada manhã, em cada fim de tarde, ali cresceu o amor pela fotografia de Natureza! Passei a caminhar pela cidade fotografando o amanhecer e o pôr do sol, as belíssimas floradas dos ipês, flamboyants, sibipirunas, e tudo que me chamava atenção.

VOCÊ É UM SUCESSO EM POPULARIDADE, PRINCIPALMENTE NAS REDES SOCIAIS, ONDE AS SUAS FOTOS ‘NAVEGAM’ MUNDO AFORA. HÁ QUANTO TEMPO VOCÊ MARCA PRESENÇA NA INTERNET? ESSA REPERCUSSÃO CAUSA EM VOCÊ QUE TIPOS DE SENTIMENTOS? QUAIS SÃO AS OPINIÕES DOS INTERNAUTAS QUE MAIS TE AGRADAM – HÁ CRÍTICAS OU SUGESTÕES?

- Eu posto minhas fotos nas redes sociais, desde o Orkut, e em 2018 os portais locais começaram a compartilhar minhas fotografias de Natureza em suas páginas, saudando seus seguidores com um bom dia, boa tarde ou boa noite. E aí foi cativando as pessoas, passei a ganhar vários admiradores e receber muito carinho, todo esse reconhecimento serviu como incentivo para continuar e a paixão só foi aumentando. Pessoas me procuram para saber dicas de fotografia, algumas agradecem um “post” por melhorar o dia delas, e outras passaram a observar melhor as coisas ao redor, em seu cotidiano, e isso me deixa muito feliz, pois a fotografia é uma terapia para mim! Críticas sempre tem, o que agrega eu guardo de aprendizado, e os comentários negativos eu deixo pra lá, é uma minoria.

EU SEI QUE É DIFÍCIL ANALISAR ISSO, MAS QUAL FOI A TUA FOTO QUE MAIS TE ENCANTOU, A QUE FEZ VOCÊ SE SENTIR REALIZADA E EXPERIENTE COMO FOTÓGRAFA?

- Bom, acredito que a foto da sucuri, realizada em julho de 2020, foi uma das minhas maiores realizações, pois era um sonho fotografar este animal em seu habitat. Eu fiz um passeio com alguns amigos fotógrafos em Porto Rico, na esperança de ver e fotografar uma, e na volta do passeio, ela estava lá, posando e “sorrindo” para mim, foi uma emoção indescritível, eu não sentia medo dela, parece que podia falar com ela olhando em seus olhos. Ah! Lembrando que eu sou uma fotógrafa amadora, fotografo na maioria das vezes com o celular ainda, eu não tenho formação na área, mas sou uma entusiasta.

FOTOS DE TUA AUTORIA JÁ FORAM PREMIADAS, INCLUSIVE HÁ ALGUMAS QUE FORAM PUBLICADAS EM LIVRO REUNINDO FOTÓGRAFOS DE RENOME NACIONAL E INTERNACIONAL. ME FALE DISSO...

- A minha primeira premiação foi aqui em Umuarama, em 2019, quando a Prefeitura lançou o Concurso “Foto Postal”, no qual a minha fotografia ficou em primeiro lugar, na categoria amador. No Brasília Photo Show - o maior evento de fotografia da América Latina, participei pela primeira vez em 2020 por indicação do meu amigo Luiz Gonzaga, e na segunda participação, na edição de 2021, uma das minhas fotos inscritas foi mencionada na premiação entre as 400 finalistas que seriam impressas no livro da edição, recebendo um certificado de menção honrosa. Foi uma surpresa muito boa, eu fiquei muuuito feliz, mesmo não sendo uma das principais premiações, pois eram quase 17 mil fotografias participantes.

NA SUA OPINIÃO, QUAIS OS CENÁRIOS URBANOS MAIS BELOS DE UMUARAMA? E DA ZONA RURAL, QUAL É O LUGAR ONDE HÁ MAIS ATRATIVOS ENCANTADORES QUE MERECEM REGISTRO?

- Aqui na cidade o meu lugar favorito é o Lago Aratimbó. O nosso cartão postal é uma paisagem muito rica, com uma diversidade de aves e árvores que formam uma composição perfeita tanto em dias de céu azul, quanto em dias nublados. Mas também gosto muito da Praça Miguel Rossafa, da Torre Eiffel e da vista que o alto da Avenida Paraná, se compostas com um belo pôr do sol, por exemplo, proporcionam belas imagens. Da zona rural, a Estrada Jaborandi tem belíssimas paisagens, e a Estrada Moema oferece uma vista de parte da cidade, que se mistura com o campo, é um ótimo cenário para dias de inverno, nascer do sol ou da lua.

ESCOLHA: O QUE DÁ MAIS PRAZER, FOTOGRAFAR A FAUNA E A FLORA OU AS PAISAGENS DA CIDADE ONDE PREDOMINAM O CIMENTO, O ASFALTO DAS VIAS PÚBLICAS E AGITAÇÃO POPULAR SEGUINDO O RITMO ALUCINADO DO TRABALHO PARA GANHAR A VIDA OU ENRIQUECER?

- A fauna e a flora, sem dúvida alguma (risos). É o que me traz paz, costumo dizer que é minha fonte de energia para iniciar uma nova semana de trabalho.

O QUE TE MOTIVOU A PREPARAR ESTA EXPOSIÇÃO COM TUAS OBRAS PRIMAS? VOCÊ TEM PROJETO DE LEVAR ELA PARA OUTRAS GRANDES CIDADES?

- Desde 2022 eu vinha pensando em realizar uma exposição, mas devido à correria do trabalho e faculdade, acabei deixando de lado. Aí em abril recebi o convite da equipe da Fundação Cultural para participar da programação do aniversário da cidade com uma exposição de fotografias da cidade. Eu aceitei na hora! Tirar as fotos da tela do celular para as paredes é uma experiência única. Sinceramente, não pensei em levar para fora de Umuarama, mas agora dá para pensar melhor nessa oportunidade.

JÁ PENSOU EM LANÇAR LIVROS PARA REGISTRAR PARA A POSTERIDADE AS TUAS FOTOGRAFIAS? ALGUMA VEZ VOCÊ JÁ CALCULOU QUANTAS IMAGENS VOCÊ REGISTROU COM TUA CÂMERA? E QUANTOS QUILÔMETROS JÁ VIAJASTES À PROCURA DE NOVOS CENÁRIOS E PERSONAGENS?

- Já sim, quero muito lançar um livro! Não, mas acredito que já passou de trezentas mil fotos, há cinco anos com a câmera, fotografando todos os dias... E fora o smartphone né?! (risos) Agora quanto às viagens, a última foi para o Pantanal, em julho de 2023, e só nesta viagem foram três mil quilômetros! E dentro da cidade, em época de florada dos ipês roxos, por exemplo, chego a caminhar uns vinte quilômetros fácil. Saio de casa antes do amanhecer e volto para almoçar, às vezes mais de 13 horas.

REPORTAGEM E ENTREVISTA: Italo Fábio Casciola

WWW.COLUNAITALO.COM.BR

Anúncio - banner lateral vinho novo
Anúncio - BILINGUE SET A DEZEMBRO 2022
Anúncio - banner lateral
Anúncio - Instituto do Coração
Anúncio - banner lateral
Anúncio - banner lateral
Comentários
Veja também