Coluna Italo

(44) 99941-8859
Anúncio - Mobile
Anúncio - Banner mobile
Anúncio - Mobile
Anúncio - Móbile
Anúncio - Mobile
Anúncio - Natal Dezembro móbile
Anúncio - AGOSTO
Anúncio - Banner Mobile
Anúncio - rodape mobile
CUIDE DE SEU $$$$$
Preços altos?! Veja as dicas de como escapar da inflação!!!
Conselho: Não gaste dinheiro à toa: Não compre por impulso!
Publicado em 03/09/2018 às 10:01 Italo
Preços altos?! Veja as dicas de como escapar da inflação!!!

Atualmente, quem sai às compras vem tomando sustos ao deparar que, ao fim de percorrer o comércio, ter gastado mais do que havia previsto quando saiu de casa... O que se comprava antes com uma quantia, agora não compra mais... Conclusão: Preços mais altos são uma realidade e preocupam os brasileiros! De acordo com estudo do IBRE-FGV, a expectativa dos consumidores brasileiros para a inflação nos próximos 12 meses passou de 5,4% em julho para 5,7%, o maior valor registrado desde dezembro de 2017.

A greve dos caminhoneiros, que elevou os preços de alguns produtos em maio e junho, somados ao aumento da tarifa de luz, gás e gasolina e a alta do dólar preocupam o consumidor.

INSEGURANÇA QUANTO AO CENÁRIO ECONÔMICO E POLÍTICO

"As pessoas estão inseguras quanto ao cenário econômico e político e isso se reflete nos hábitos de consumo", explica Viviane Seda, coordenadora da Sondagem do Consumidor do FGV IBRE. De acordo com a pesquisadora, as pessoas estão mais cautelosas quanto às compras e gastos.

"A alta do dólar também interfere nessa expectativa até porque muitos produtos agrícolas e insumos tem o valor em dólar e, sim, é possível que a curto prazo os preços subam", diz Viviane. A pesquisa foi realizada com consumidores de sete capitais e de diferentes faixas de renda. "Observamos que o aumento da inflação é uma preocupação de todos”.

SALÁRIO NÃO ACOMPANHA OS PREÇOS!

Inflação é um aumento geral do nível de preços. Na média, o preço de produtos e serviços sobe, mas o salário não acompanha. O resultado é que o poder de compra fica menor. Inflação baixa não significa que os preços não estão subindo, significa que estão subindo em um ritmo menor.

Também vale ressaltar que a inflação é sentida de maneira diferente pelas pessoas.  Para calcular a inflação, o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) definiu uma cesta de produtos e serviços e a cada mês compara esses preços com relação ao mês anterior.  Um jovem solteiro terá gastos diferentes de uma família com quatro pessoas.

Vale observar os gastos mensais e comparar com o mês anterior para saber se houve um aumento do custo de vida.

COMO DRIBLAR A INFLAÇÃO? CONFIRA ALGUMAS DICAS:

- Inevitável comparar preços dos produtos antes de comprar. A variação é grande, vale aproveitar as promoções e descontos.

- Fuja dos juros: os juros cobrados principalmente no cartão de crédito e no cheque especial ultrapassam os 300% ao ano.

- Anote todos os seus gastos em uma planilha, aplicativo ou mesmo no velho caderninho. Dinheiro gasto com o cafezinho, por exemplo, somam um montante no fim do mês. Confira o gasto com energia elétrica e água, veja a existência de vazamentos ou mudanças de hábito que possam reduzir o consumo.

- Não compre por impulso! Pesquisar e avaliar se realmente precisa daquilo ajudam a proteger o bolso.

WWW.COLUNAITALO.COM.BR

FONTE: Com informações da Fundação Getúlio Vargas

Anúncio - Clarineis interno Anúncio - banner interno
Comentários
Veja também