Coluna Italo

(44) 99941-8859
Anúncio - PLANTAO MOBILE
Anúncio - Banner mobile
Anúncio - Mobile
Anúncio - Mobile
Anúncio - Mobile
Anúncio - Exames de Imagem mobile
Anúncio - AGOSTO
Anúncio - rodape mobile
COMÉRCIO
Quase metade dos inadimplentes acredita que não pagará dívidas
O valor médio das dívidas do brasileiro chega a 2.615,98 reais
Publicado em 03/09/2018 às 15:10 Italo
Quase metade dos inadimplentes acredita que não pagará dívidas

Quase a metade das pessoas que têm contas em atraso (46%) acredita que não conseguirá pagar as dívidas pelos próximos três meses. Foi o que mostrou a pesquisa realizada pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil).

O levantamento mostrou também que 49% dos inadimplentes confiam que vão conseguir regularizar a situação, sendo que 36% já planejam quitar todo o valor e 13% apenas parte dele. A sondagem entrevistou 609 consumidores com dívidas em atraso por mais de noventa dias em todas as capitais brasileiras.

Para o presidente do SPC Brasil, Roque Pellizzaro Junior, os dados reforçam a percepção de que as pessoas seguem em dificuldades financeiras, mesmo com alguns sinais tímidos de melhora da economia. “O ritmo atual de retomada está longe de produzir efeitos positivos na vida de muitas pessoas, que veem as dívidas se acumulando e enfrentam dificuldades para honrar compromissos assumidos. Embora a inflação permaneça controlada e a taxa básica de juros esteja em seu menor nível histórico, o grande número de pessoas sem emprego prova que os reflexos da crise ainda se fazem presentes do dia a dia de milhões de brasileiros”, disse ele por comunicado.

O valor médio das dívidas do brasileiro chega a 2.615,98 reais. Entre as pessoas com renda familiar de até cinco salários mínimos, a dívida média é de 2.530,96 reais, e as classes A e B devem em média 3.718,48 reais, de acordo com a pesquisa. Há ainda 14% de inadimplentes que nem sabem quanto devem.

FONTE: Das agências de notícias

WWW.COLUNAITALO.COM.BR

Anúncio - banner interno Anúncio - Banner interno
Comentários
Veja também