Coluna Italo

(44) 99941-8859
Anúncio - Mobile
Anúncio - Mobile
Anúncio - Banner mobile
Anúncio - Móbile
Anúncio - Mobile
Anúncio - rodape mobile
Anúncio - AGOSTO
Anúncio - Natal mobile
Anúncio - Exames de Imagem mobile
Anúncio - Banner Mobile
EM PRIMEIRA MÃO!
Veja os detalhes de como será o Curso de Medicina da Unipar!
Confira todos todas os detalhes e fotos do novo curso, que inicia as aulas em 2018
Publicado em 29/11/2017 às 20:30 Italo
Veja os detalhes de como será o Curso de Medicina da Unipar!

Com um Centro de Simulação em Saúde montado, seguindo rigorosamente as normas técnicas, a Universidade Paranaense – Unipar dá o start para a implantação do curso de Medicina na sua Unidade-Sede, em Umuarama.

A autorização do Ministério da Educação foi publicada nesta terça no Diário Oficial da União. O vestibular está agendado para o dia 18 de fevereiro e o prazo de inscrição vai de 12 de dezembro a 2 de fevereiro.

O projeto pedagógico do curso de Medicina da Unipar, avaliado com bom conceito pelo Ministério da Educação, tem como objetivo a formação técnica e humanística, alinhada com os novos paradigmas das Ciências Médicas, e propõe atividades práticas em conjunto com a comunidade médica dos hospitais da região e com a Rede Municipal de Saúde.

Para as aulas no Câmpus, a Unipar já conta com 17 laboratórios muito bem estruturados, que dão suporte às aulas dos cursos da área das Ciências da Saúde (Estética e Cosmética, Farmácia, Enfermagem, Educação Física, Nutrição, Odontologia e Psicologia).

Além de compartilhar esse complexo, o curso de Medicina terá à disposição a UBS (Unidade Básica de Saúde), em pleno funcionamento, desde o início do ano passado, dentro do Câmpus-Sede da Unipar. O espaço, gerenciado pelo projeto de extensão Centro de Saúde Escola, reúne uma equipe multiprofissional atuando junto com os médicos, além de estagiários de Enfermagem, Farmácia, Nutrição, Odontologia e Psicologia. Essa UBS tem oito mil pacientes cadastrados e realiza cerca de quatro mil atendimentos por mês.

Também está pronto no Câmpus-Sede, aguardando os novos alunos, o Centro de Simulação em Saúde, que, assim como a UBS, prestará atendimento à comunidade. O espaço está divido em três setores. No setor de ‘consultas básicas em atenção primária e especialidades’ estão sete consultórios para simulação de consultas e de atendimentos específicos em ginecologia, obstetrícia e urologia.

Dois desses consultórios contam com uma sala de controle anexa (dividida por uma parede de vidro), para que o professor ou o avaliador visualize as atividades que estão sendo feitas do outro lado. Recursos avançados de áudio e vídeo vão permitir interação entre professores e alunos em tempo real ou a gravação da atividade, para posterior revisão das abordagens.

CENTRO DE SIMULAÇÃO

O segundo setor do Centro de Simulação em Saúde da Unipar é formado pelos ambientes pré-hospitalar e hospitalar, montado com vários leitos, e pelo bloco cirúrgico e unidade de terapia avançada, onde há bonecos importados, de última geração, que demonstram várias doenças.

“Podemos definir esses modelos como sendo o treinamento completo, um passo aquém do exame realizado nos pacientes, já que eles são capazes de expressar situações bastante peculiares de anamnse [história da doença atual e pregressa], para a elaboração das hipóteses diagnósticas e condutas do tratamento”, explica a coordenadora do curso de Medicina, professora Regina Vicentini.

Segundo ela, os modelos, em outras ocasiões, serão utilizados para simular situações de emergências clínicas e cirúrgicas, traumas crânio-encefálicos, fraturas de membros, choque séptico, choque cardiogênico e sangramentos.

Sala de procedimentos, sala de convivência, salas de estudos e sala de debriefing completam o Centro. Esta última é destinada à discussão e demonstração das simulações, garantindo que as atividades sejam desempenhadas com alto nível de qualidade.

Espaços do Hospital Veterinário da Unipar também serão usados pelos acadêmicos de Medicina: a Sala de Técnica Operatória e o Centro Cirúrgico de Pequenos Animais, onde serão ministradas atividades de treinamento de técnicas cirúrgicas e de anestesiologia.

Para o Reitor da Unipar, Carlos Eduardo Garcia, a autorização da graduação coroa uma meta da mantenedora da Instituição. “A Unipar não só lutou pelo curso, como investiu pesado para merecê-lo; nos últimos quatro anos, concentramos esforços na criação e remodelação de laboratórios e na execução de inúmeras ações em saúde que já beneficiam a comunidade”, afirma.

Diante disso, segundo o Reitor, a Unipar pode comemorar com certeza de dever cumprido: “É um sonho acalentado durante tantos anos que agora se faz realidade. Agradeço a sociedade organizada de Umuarama e a todos que torceram e trabalharam junto conosco para esta conquista; agradeço também a classe política, que lutou incansavelmente para esta causa, e, acima de tudo, agradeço de coração a todos os colaboradores da Unipar... professores, executivos... que foram primordiais nesse processo”.

PILARES DO PROJETO PEDAGÓGICO

O curso de Medicina da Unipar segue projeto pedagógico moldado em três pilares: atenção à saúde, gestão em saúde e educação em saúde. “Abordagem centrada na pessoa será o princípio do primeiro, garantindo uma comunicação eficaz e efetiva com as pessoas, família, comunidade e equipe de trabalhadores de saúde”, explica a diretora do Instituto de Ciências Biológicas, Médicas e da Saúde, professora Irineia Baretta. “No processo de saúde-doença em seus diferentes níveis de atenção, ele será capacitado na perspectiva da integralidade da assistência, com senso de responsabilidade social e compromisso com a cidadania”, acrescenta.

Para a diretora, o curso trará muitos benefícios para a comunidade. “Representa a possibilidade de real transformação da assistência em saúde, pois já observamos parte dessa mudança com a implantação dos primeiros programas de residência médica. Temos hoje um grande número de profissionais médicos que buscaram a pós-graduação (mestrado e doutorado), além da capacitação no ensino de medicina e de saúde, integrando as diferentes metodologias ativas nas qualificações”, menciona. Ela informa, também, que a Unipar vem desde fevereiro de 2017 promovendo capacitação e integração entre professores, médicos, preceptores e gestores do serviço: “Foi um grande avanço e espero que a continuidade dessas ações melhore a cada dia mais e com isso o usuário do sistema de saúde seja o principal beneficiário”.

PARCERIAS

A luta pelo curso de Medicina para a Universidade Paranaense vem de longe e envolve toda a comunidade local e regional, que deverá se beneficiar diretamente com a conquista. São parceiros nesse processo a Secretaria Municipal de Saúde/Prefeitura e os hospitais de Umuarama – Norospar, Nossa Senhora Aparecida, Cemil, e o do câncer, da Uopeccan – e o Hospital Municipal de Cruzeiro do Oeste. Todos investiram para se adequar às exigências do Ministério da Educação, já que irão receber acadêmicos para estágio. Em residência médica, já investem, em parceria com a Unipar, desde 2013. Nesses quatro anos, já foram diplomados 12 profissionais; hoje, 29 estão atuando nas especialidades clínica médica, ginecologia e obstetrícia, pediatria, anestesiologia, cirurgia geral, neonatologia e saúde da família.

www.colunaitalo.com.br

Vale conferir as imagens do Centro de Simulação em Saúde, no campus-sede da Unipar, em Umuarama, pronto para receber os primeiros alunos do Curso de Medicina em 2018.

Fotos: Secom/Unipar

 

 

Anúncio - banner interno Anúncio - Clarineis interno
Comentários
Veja também